ÚLTIMAS DICAS
  27.04.2017
8 dúvidas comuns em relação ao trabalho do arquiteto paisagista
  02.03.2017
@casaverdegardencenter
  24.02.2017
Fique informado sobre nosso horário de trabalho neste Carnaval
  01.10.2015
Plantas ornamentais para interiores - Não há quem resista a ter uma planta dentro de casa ou no local de trabalho.
  30.11.2012
Cuidados com a Grama preta
  01.09.2010
Mesmo em apartamentos é possível se ter um espaço agradável com plantas
  05.06.2010
Dar e receber flores de presente é uma delícia! Elas transmitem carinho, delicadeza e trazem alegria com suas cores e perfumes!
  10.12.2009
Conheça as verdades e o mitos sobre este assunto
  11.08.2009
Ferramentas: peças importantes na jardinagem
  19.06.2009
Indispensáveis em um jardim tropical as palmeiras quase sempre acabam roubando a cena. Elas são lindas, resistentes e de fácil manutenção.
  28.04.2009
Atenção ao escolher algumas espécies que podem ser venenosas
  02.04.2009
Outono, época de cuidados especiais com os jardins
  11.03.2009
Uma espinhenta paixão!
  29.12.2008
Escolha certo agora para facilitar depois!
  21.10.2008
Além de serem lindas plantinhas, elas deixam o ambiente perfumado, decorando e dando um toque especial a suas receitas.
  22.09.2008
Prepare seu jardim para a agradável visita dos pássaros
  20.08.2008
As trepadeiras são belas e enfeitam não só casas e sítios, mas também apartamentos onde podem sim, serem cultivadas.
  20.08.2008
Quem não gosta de ter em casa um vaso com violetas?
  30.07.2008
Inverno: cuidados com plantas, jardins e gramados...
DICA

Ferramentas

Se o jardim e os vasos de flores e plantas são especiais para você e sua casa, sem dúvida eles devem estar sempre bem tratados. Porém, para isso nada mais importante do que ter em mãos bons equipamentos que trarão mais praticidade e comodidade para quem se dedica a estes afazeres.
Como algumas pessoas não conhecem bem os “apetrechos” ideais para esta função, daremos dicas sobre os modelos de ferramentas especiais para jardinagem e como melhor utilizá-los. Conhecimentos básicos sobre o funcionamento e o trabalho possível de ser realizado com cada ferramenta facilitará a sua vida e você poderá obter melhores resultados.
Mas, não esqueça que ferramentas básicas são importantes nestas tarefas e elas existem de todos os tamanhos possíveis e imagináveis, maiores ou mais estreitas, para serem usadas em diversas situações dependendo do trabalho a ser executado.

EQUIPAMENTOS

As pás: de tamanho maior são utilizadas para os trabalhos mais pesados, como retirar terra de grandes espaços. Mais usadas para o plantio de plantas ou até mesmo árvores e também para colocar e ajeitar a terra no lugar. Não existe segredo para o manuseio deste tipo de ferramenta, o importante é adquirir um produto resistente e de qualidade. Existem também as destinadas aos pequenos e simples trabalhos, que podem ser mais estreitas ou largas. Em relação ao uso não há muitas diferenças entre um ou outro modelo. Para os iniciantes em jardinagem, o mais indicado é a opção pelas estreitas, pois estas trazem maior facilidade na hora de retirar a terra do vaso ou canteiro, ou mesmo fazer pequenos buracos.
Os garfos: garfos têm como função aerar e afofar a terra, preparando-a para o cultivo. Para a primeira função, é preciso apenas fazer pequenos furinhos na terra que servirão para melhorar a circulação de ar no vaso ou canteiro. Já ao afofar a terra, é preciso mover o garfo da extremidade ao melo do recipiente, fazendo este movimento até a superfície ficar mais leve e pronta para o plantio.
Os rastelos: pode ser pequeno ou de grande porte. Por possuir garras apontadas para baixo, a função deles é varrer as folhas ou elementos que se localizam sobre a terra. Os maiores devem ser usados nos jardins, pois funcionam como vassouras. São ferramentas de fácil manuseio. Ter um rastelo em casa para cuidar da área externa, é muito importante, já que limpar o jardim é tarefa que precisa ser realizada com freqüência, pelo menos uma vez por semana, principalmente no outono, onde é normal que as plantas percam suas folhas. Os rastelos pequenos servem para limpar vasos, floreiras e pequenos canteiros que necessitam de equipamento mais delicado. Tome bastante cuidado na hora de retirar os resíduos destes espaços mais frágeis, pois, aplicando o rastelo de forma errada, a planta poderá ser danificada.
A foice: tem forma curvilínea e serve para ceifar as plantas. De lâmina grande e cabo curto, ela deve ser utilizada com muita atenção, para evitar acidentes. Deve ser usada para retirar o excesso de mato.
O sacho e o coração: normalmente possuem duas pontas; o sacho tem forma de um garfo com apenas dois espetos, e o coração possui a base mais gorda e a ponta fina, parecendo um desenho de uma gota. Ambos funcionam como uma espécie de enxada para afofar a terra ou arrancar ervas daninhas.
A machadinha: serve para a poda de galhos mais difíceis de serem retirados. Para ervas mais delicadas, os extratores especiais de ervas, cortam a muda sem machucar a planta, pois tem um desenho que parece uma pequena chave de fenda, porém com ponta especial para podar.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre os equipamentos básicos que podem auxiliar no embelezamento das suas plantas, veja também as dicas e cuidados que eles devem receber:

• O uso constante das ferramentas de jardinagem é fundamental na conservação. Por exemplo: o atrito com a terra desgasta a camada de ferrugem e de oxidação,dos instrumentos de aço, e isso dificulta de as peças estragarem. Também é muito importante manter as ferramentas limpas, longe da umidade e protegidas contra a ação do tempo (chuva e sol).
• Quando as ferramentas que tiverem cabo de madeira, ele não deve ser molhado, e sempre que possível, mantenha-a envernizada ou pintada com tinta a óleo, para não pegar umidade nem apodrecer.
• As ferramentas em inox e que tiverem cabos plásticos, basta que sejam lavadas apenas com água e sabão. É importante lembrar que os equipamentos em aço, as tesouras para grama e poda, a pá compacta, a enxadinha, após o uso, devem ser limpos e lubrificados com óleo de máquina.
• As ferramentas mais antigas ganham mais durabilidade quando após serem lixadas, forem pintadas com uma leve camada de verniz, sem que este atinja seu corte.